sexta-feira, 21 de março de 2008

Dia Mundial da Poesia

Quem mais?

Se eu morrer novo,
Sem poder publicar livro nenhum,
Sem ver a cara que têm os meus versos em letra impressa,
Peço que, se se quiserem ralar por minha causa,
Que não se ralem.
Se assim aconteceu, assim está certo.

Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos,
Eles lá terão a sua beleza, se forem belos.
Mas eles não podem ser belos e ficar por imprimir,
Porque as raízes podem estar debaixo da terra
Mas as flores florescem ao ar livre e à vista.
Tem que ser assim por força. Nada o pode impedir.

Se eu morrer muito novo, oiçam isto:
Nunca fui senão uma criança que brincava.
Fui gentio como o sol e a água,
De uma religião universal que só os homens não têm.
Fui feliz porque não pedi cousa nenhuma,
Nem procurei achar nada,
Nem achei que houvesse mais explicação
Que a palavra explicação não ter sentido nenhum.

Não desejei senão estar ao sol ou à chuva —
Ao sol quando havia sol
E à chuva quando estava chovendo (E nunca a outra cousa),
Sentir calor e frio e vento,
E não ir mais longe.

Uma vez amei, julguei que me amariam,
Mas não fui amado.
Não fui amado pela única grande razão —
Porque não tinha que ser.

Consolei-me voltando ao sol e à chuva,
E sentando-me outra vez à porta de casa.
Os campos, afinal, não são tão verdes para os que são amados
Como para os que o não são.
Sentir é estar distraído.

Poemas Inconjuntos
Alberto Caeiro
7-11-1915

16 comentários:

catarina disse...

Se, depois de eu morrer, quiserem escrever a minha biografia,
N�o h� nada mais simples.
Tem s� duas datas - a da minha nascen�a e a da minha morte.
Entre uma e outra coisa todos os dias s�o meus.


Adoro adoro adoro, obrigada pelo Post! Fernando Pessoa � assim... algo indescrit�vel! � fant�stico, arrepiante, espectacular, extraordin�rio, perfeito :-)

RC disse...

posso fazer copy paste do que a Catarina disse? :p

NB disse...

com Alberto Caeiro o difícil foi escolher apenas 1 poema para pôr aqui...

catarina disse...

Completamente. É tudo fantástico, Ele era um génio! :-D Pessoa e Camões estão no meu top.

Raquel, claro que podes. E não te preocupes, depois falamos nos direitos de autor :-P

rc disse...

Rita* :p

catarina disse...

ai sim, rita xD Aliás, eu sabia que tu te chamas Rita mas há pouco estive a falar com a minha prima Raquel e fiquei com o nome na cabeça

Anónimo disse...

Excelente poeta para assinalar o dia da poesia, excelente poema para o representar!! Aprecio muito a obra dele e embora genial, não o considero perfeito, pois a filosofia anti-filosófica tem as suas lacunas e contradições e ao lêr alguns poemas dele percebo porque é que este homem nunca poderia "ter sido". Para mim, mais perfeito será o seu discípulo Ricardo Reis...
No entanto, A.C. tem coisas quase parvas de que eu gosto, como por exemplo:
"O luar quando bate na relva
Não sei que cousa me lembra... Lembra-me a voz da criada velha Contando-me contos de fadas.
E de como Nossa Senhora vestida de mendiga
Andava à noite nas estradas Socorrendo as crianças maltratadas...
Se eu já não posso crer que isto é verdade
Para que bate o luar na relva?
Mas segundo o próprio Fernando Pessoa, a Catarina e a RC terão alguma razão, pois os poemas de A.C. podem contar-se até 49 (resultado da multiplicação do No da perfeição por si próprio...)!

NB disse...

É verdade. Tanto os Poemas Inconjuntos como o Guardador de Rebanhos são grupos de 49 poemas.

Eduardo Jordão disse...

Só sei que Alberto Caeiro é o meu heterónimo preferido, talvez por ser o mais Humano.

catarina disse...

Pois é, o Alberto Caeiro é também o heterónimo que eu gosto mais :-) Mas também adoro Fernando Pessoa ortónimo, sem dúvida.

Anónimo disse...

Curioso, porque nunca o tinha visto como o mais humano, sempre o achei o mais etéreo... Ainda assim, é também o da minha eleição, apesar de só agora começar a descobrir os labirintos da "lucidez estérica" de um outro heterónimo...

NB disse...

Provavelmente Ávaro de Campos, certo?
E também é provável que seja "histérica" e não "estérica", certo?

David disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Certo, estou a estudar o Sr. Campos e é "histérica", também confirmo! Aliás, eu sabia que assim era, mas estive na conversa com a minha prima e fiquei com "estérica" na cabeça... acontece a algumas pessoas, que eu sei...

Eduardo Jordão disse...

Mais humano no ponto de vista da sensibilidade, que quanto a mim é uma questão mais humana do que "etérea". Mas claro que o seu lado etéreo existe. Como em qualquer humano Humano como ele.

Izzi disse...

Muito bonito. Este ainda não conhecia.
Alberto Caeiro é concerteza o meu heterónimo favorito de Fernando Pessoa.

Os alunos (2008-2009)

Adriana de Almeida Fernandes - Afonso Paulo Farinha Alves - Alberto Correia Peixoto Vaz Pacheco - Alexandre Semedo Coelho - Alice Rodrigues da Fonseca - Ana Beatriz da Costa Marta - Ana Carolina de Almeida Figueiredo - Ana Catarina Bailão Ramos Perpétuo - Ana Margarida de Almeida Fernandes - Ana Salomé Magalhães Lucas Rebelo - Ana Sofia Mendes Dos Santos - Aniana Mercedes Almeida Rodrigues - Beatriz Fernandes Martins - Beatriz Isidro Praça - Beatriz Monteiro Dos Santos Ponte da Silva - Beatriz Pinto Basto Carreira Lopes - Bernardo Gil Coutinho Morgado - Carlos Miguel Encantado - Carlos Ventura Belchior Henriques - Carlota Neves Dias de Pinho - Carolina Filipa Botelho Sampaio - Carolina Maria Pedra de Freitas Lopes Ferreira - Catarina Antunes Mantas - Cátia Alexandra Rosa de Oliveira - Cláudia Raquel Silveira da Silva - Cláudia Sofia Branco Coelho - Daniel Filipe Brandão Figueira - Daniela Liberato Almeida Marques da Conceição - Daniela Rita Correia e Silva - David Barbosa Maia - David Miguel Marques Aniceto Santos - Diana Bastos Vieira Reis Ribeiro - Diana Pereira Fernandes - Dinis Afonso Martins Vargas Reis - Diogo Carvalho Costa - Diogo Henrique Manata Batista - Diogo Tomás Pires Dias - Duarte Rafael Martins Vargas Reis - Elson Barreto Fernandes - Eva Sofia Borges de Araújo Gomes - Fábio Miguel Ferrony Martins - Filipa Barros da Silva - Francisco Maria Vida Correia Dimas Contreiras - Francisco Moraes Castel-Branco - Frederico Joaquim Botelho Sampaio - Gerson Melo Santos - Gonçalo Carapeto de Albuquerque - Gonçalo Filipe Sousa Mateus - Gonçalo Vieira da Fonseca - Hugo Filipe Madeira Fernandes - Inês Maria Ciriago Marquês de Sousa - Inês Mendes de Azevedo - Inês Neves Dias de Pinho - Isabel Sofia da Cunha Piteira - Jessica Coutinho Morgado - Joana de Sousa Gouveia Dos Anjos - Joana Filipa Antão da Silva Fulgêncio - Joana Filipa Lança Das Dores - Joana Isidoro Praça - Joana Osório Gomes Rosado de Sousa - João André Ribeiro Lobo - João Carlos Marques R. de Mendonça Encarnação - João Miguel Calisto Safara - João Pedro Borrego Caleira - João Pedro Calhau Guimarães - João Pedro Canudo Cruz - José António Lourenço Rosa - José Duarte Maia Rodrigues - José Pedro de Sousa Ferreira - Leandro Miguel Paulo Moura - Leonor de Abreu Simplício - Luís Carlos Marques Aniceto Santos - Luís Eduardo Tristão Delgado - Luís Tiago Cabrita Lopo - Mafalda Conceição Brighton da Silva - Marcos Alexandre Paulo Moura - Margarida Ferreira da Silva Miranda - Margarida Galrito Pires Serra - Margarida Vidal Sampaio - Maria Ana Fidalgo Ferreira Sérgio - Maria Francisca Ribeiro Dias Gonçalves Pereira - Maria Inês da Costa Rendas - Maria Inês Fernandes Saldanha - Maria Inês Jardim Beira - Maria Inês Simões Dias Dos Reis Gonçalves - Maria Leonor Barreto Torres Mendonça Narciso - Margarida Vidal Sampaio - Maria Miguel Picado Serrano - Maria Teresa de Jesus Horta de Almeida - Maria Teresa Moraes Castel-Branco - Mariana Alves Canhão - Mariana Duarte Martins - Mariana Lourenço Das Neves - Mariana Morais Machado - Mariana Moreno Pereira Sarmento Vinhas - Mariana Neto Vinheiras - Mariana Pedroso Branco - Mariana Pereira Pisco - Mariana Sofia Colaço Dias - Marta Catarina Coelho Pereira - Marta Sofia Banza Gonçalves - Martim Cevadinha Simões Figueiredo - Micaela Felicidade Muechi Freitas - Miguel Duarte Albuquerque - Mónica Isabelle Popovic - Mónica Sofia de Albuquerque Côrte Real - Nuno Filipe Bofill Milheiro Soares - Patrícia Sofia Pinto e Filipe - - Pedro Miguel Sousa - Rafael Amaro de Jesus e Tavares - Raquel Sofia Caritas Moreira - Raquel Sousa de Oliveira - Rita Alexandra Sepúlveda Fortes Martins - Rita de Oliveira Fonseca - Rita Fidalgo de Figueiredo - Rita Mota Marques - Rodrigo Fernandes Lourenço - Rodrigo Miguel Gonçalves Silva Matias - Rui Alberto Brites da Silva - Samuel Costa Fernão Pires - Sara Beatriz Marques Aniceto Santos - Sara Filipa Mendes de Ferreira Carvalho - Sara Isabel da Costa Ximenes - Sara Margarida Domingos Oliveira - Sara Sofia Ferrony Varela Martins - Sofia Alexandra Maia Silvestre - Sofia Margarida Castro Correia Ribeiro - Sónia Filipa Puga Dias - Tiago Augusto Tavares Magro Mendes - Tiago João Dias Cabrita - Tiago Moraes Castel-Branco - Tiago Pereira Biscaia de Oliveira - Tomás de Brito Águas